26.2.10

A SECA JÁ DEIXA SUA MARCA NO NORTE DE MINAS


O mês de fevereiro chega ao seu final sem ter chuvas no norte de Minas Gerais. Prejuízos já são incontáveis, não bastando o temor pela escassez de água e alimentos que poderá assolar em breve toda a região.

E o que é mais desolador é saber que por mais que a sociedade procure implementar políticas de combate aos efeitos desse desastroso fenômeno que é a seca, o que se vê é a degradação irresponsável de empresários - muitas das vezes, de outras regiões do país - que na mais cruel ação capitalista, degrada o nosso meio ambiente, de forma a contribuir ainda mais para o agravamento dos problemas de relacionados à estiagem.

http://http//noticias.ambientebrasil.com.br/noticia/?id=41986 no link aí postado, vocês podem acompanhar matéria publicada no ano de 2008, onde técnicos da Emater-MG. na pessoa de José Godrim, coordenador regional de meio ambiente do escritório da Emater-MG em Janaúba na época , já denunciava o fato e reclamava da falta de uma programação sustentável para essa região que sem dúvida nenhuma carece de um tratamento especial para que o homem possa usufruir daquilo que a natureza de melhor aí oferece.

24.2.10

NOVA LEI REDUZ TAXA DE JUROS DO FIES

O Fies - Fundo de financiamento do estudante do ensino superior agora conta com a nova lei federal n°12.202, de 14 de janeiro de 2010, que reduz a taxa de juros para 3,5% ao ano, a partir das próximas prestações.
Em todo o Brasil, a mudança tem causado um movimento significativo, seja nos bancos credenciados ou nas instituições de ensino superior.
Com a edição da lei 12.202/2010, o agente operador do Fies passou a ser o FNDE - Fundo nacional de desenvolvimento da educação, agora vinculado ao ministério da Educação, que já assumiu as atividades de agente operador relativas ao processo seletivo do Fies, como mencionado na portaria normativa nº 1/2010.
- O Fies atua em complementaridade ao Pro Uni - Programa universidade para todos e está alinhado com os objetivos do milênio, que visam à melhoria de uma série de indicadores socioeconômicos até 2015 e também com o PPA - Plano plurianual 2004-2007, que objetiva, dentre outras diretrizes, a redução do desemprego e das disparidades regionais e o fortalecimento da cidadania - informou a assessoria.
Ainda segundo a Caixa, a classificação dos candidatos ao financiamento é baseada em critérios socioeconômicos, tendo prioridade, por exemplo, estudantes com bom desempenho acadêmico no ensino superior ou candidatos que tenham cursado o ensino médio em escolas públicas.
O prazo para quitação da dívida, que era de duas vezes o período financiado do curso, agora é de três. Um estudante que tenha financiado um curso com duração de quatro anos, por exemplo, terá 12 anos para quitar a dívida. Outra inovação é a possibilidade de os formandos em cursos de medicina e de licenciaturas abaterem 1% da dívida a cada mês trabalhado, caso optem por atuar como professores da rede pública de educação básica ou como médicos no programa Saúde da Família.
A Lei nº 12.202/2010 altera dispositivos da Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001, que dispõe sobre o Fies.

22.2.10

CAATINGA: Vegetação 100% brasileira

O bioma Caatinga é o principal ecossistema existente na Região Nordeste, estendendo-se pelo domínio de climas semi-áridos, numa área de 73.683.649 ha, 6,83% do território nacional; ocupa os estados da BA, CE, PI, PE, RN, PB, SE, AL, MA e MG. O termo Caatinga é originário do tupi-guarani e significa mata branca. É um bioma único pois, apesar de estar localizado em área de clima semi-árido, apresenta grande variedade de paisagens, relativa riqueza biológica e endemismo. A ocorrência de secas estacionais e periódicas estabelece regimes intermitentes aos rios e deixa a vegetação sem folhas. A folhagem das plantas volta a brotar e fica verde nos curtos períodos de chuvas.

A Caatinga é dominada por tipos de vegetação com características xerofíticas – formações vegetais secas, que compõem uma paisagem cálida e espinhosa – com estratos compostos por gramíneas, arbustos e árvores de porte baixo ou médio (3 a 7 metros de altura), caducifólias (folhas que caem), com grande quantidade de plantas espinhosas (exemplo: leguminosas), entremeadas de outras espécies como as cactáceas e as bromeliáceas.
Levantamentos sobre a fauna do domínio da Caatinga revelam a existência de 40 espécies de lagartos, sete espécies de anfibenídeos (espécies de lagartos sem pés), 45 espécies de serpentes, quatro de quelônios, uma de Crocodylia, 44 anfíbios anuros e uma de Gymnophiona.
A Caatinga tem sido ocupada desde os tempos do Brasil-Colônia com o regime de sesmarias e sistema de capitanias hereditárias, por meio de doações de terras, criando-se condições para a concentração fundiária. De acordo com o IBGE, 27 milhões de pessoas vivem atualmente no polígono das secas. A extração de madeira, a monocultura da cana-de-açúcar e a pecuária nas grandes propriedades (latifúndios) deram origem à exploração econômica. Na região da Caatinga, ainda é praticada a agricultura de sequeiro.
Os ecossistemas do bioma Caatinga encontram-se bastante alterados, com a substituição de espécies vegetais nativas por cultivos e pastagens. O desmatamento e as queimadas são ainda práticas comuns no preparo da terra para a agropecuária que, além de destruir a cobertura vegetal, prejudica a manutenção de populações da fauna silvestre, a qualidade da água, e o equilíbrio do clima e do solo. Aproximadamente 80% dos ecossistemas originais já foram antropizados.

Projetos de conservação e manejo de ecossistemas

fonte: IBAMA





PEQUIZEIRO: PLANTA SÍMBOLO DO CERRADO

19.2.10

CARTILHA DA CIDADANIA

A Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais lança a Cartilha "Educação para a Cidadania", criada pela Escola do Legislativo, e destinada a professores e alunos do ensino médio. Ela é aberta a todos que quiserem entender melhor o tempo presente e buscar novas formas de participação política nos limites da democracia, conforme divulgação feita em seu site oficial.
A Cartilha pode ser usada livremente, tanto pelos docentes quanto pelos estudantes.
Interessados em conhecer ou baixar o documento acesse este link http://www.almg.gov.br/cedis/

CGU LANÇA CONCURSO PARA ALUNOS DA REDE PÚBLICA E PRIVADA

CGU lança concurso de desenho e redação para alunos de escolas públicas e privadas

Por Christina Machado, da Agência Brasil
Edição: Juliana Andrade

Brasília - A Controladoria-Geral da União (CGU), por meio da Secretaria de Prevenção da Corrupção e Informações Estratégicas, lançou o 4º Concurso de Desenho e Redação da CGU. A seleção é aberta aos alunos dos ensinos fundamental e médio, incluindo educação de jovens e adultos (EJA), das escolas públicas e privadas de todo o país.

Com o tema Como Será o Futuro do Brasil com o Dinheiro Público Bem Aplicado?", o concurso tem o objetivo de promover a reflexão e o debate sobre o assunto no ambiente escolar, despertando nos estudantes o interesse pelo controle social. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (8).

O concurso é promovido, em parceria com o Programa Nacional de Educação Fiscal, no âmbito do Programa Olho Vivo no Dinheiro Público, desde 2007, quando teve 126 mil alunos inscritos, com desenhos e redações sobre o tema Como a Sociedade Pode Ajudar no Combate à Corrupção?.

Os trabalhos serão divididos nas seguintes categorias: desenho (para alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental); redação 1 (para alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental); redação 2 (para alunos do 1º ao 3º ano do ensino médio); redação 3 (para alunos do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio na modalidade jovens e adultos); e
escola cidadã.

As escolas interessadas em participar do Concurso deverão acessar o site Criança Cidadã, Portalzinho da CGU no endereço eletrônico http://www.portalzinho.cgu.gov.br/concursos, em que encontrarão o material de divulgação, o regulamento do concurso, a ficha de inscrição e os formulários de realização dos trabalhos. Se preferir, a escola pode pedir à CGU, por meio do endereço http://www.cgu.gov.br/concursos no link do 4º Concurso de Desenho e Redação, o envio do material impresso, a ser fornecido conforme a disponibilidade.

Fonte: Agência Brasil, publicado em 09 de fevereiro de 2010

PROFESSORAS DA REDE PÚBLICA

18.2.10

CONTRACHEQUE VIRÁ "RECHEADO" EM AGOSTO.

O Governo de Minas fará ainda que tardiamente uma correção salarial para mais de 169 mil servidores. As diferenças virão no contracheque do mês de agosto conforme noticiado no Portal do Servidor do dia 22/01/2010.http://www.portaldoservidor.mg.gov.br/noticias/126-reposicionamento-de-servidores-sera-individualQuem mais vai se beneficiar com isso sem dúvida nenhuma é o pessoal da educação que nos últimos anos de Governo do PSDB vem sofrendo uma defasagem salarial jamais vista em nosso Estado e quem sabe até mesmo nos outros Estados da federação.

SETELAGOANO FOI A SOLUÇÃO

Mauro Fernandes após oito anos está de volta ao América. Ele vem para ocupar a vaga deixada por Marco Aurélio que foi demitido nesta manhã, após derrota para o Ipatinga em pleno Mineirão na noite passada.

COPA DO MUNDO E LIVROS

Uma associação que deveria ser mais trabalhada nas escolas seriam a leitura com aquilo que mais atrai o jovem na atualidade que é o futebol.
Enquanto há uma gama enorme de mídias divulgando esse esporte, pouco se divulga de obras literárias, e, ao invés de ficarmos tentando associar países da Copa do Mundo com nossos conteúdos nas formas tradicionais, poderíamos acrescentar a isso a leitura de livros que tratam do tema. E é sobre isso, que o portal UAI traz uma matéria cujo título é "Copa do Mundo Põe o Futebol nas Livrarias", onde nomes conhecidos contam as mais variadas histórias envolvendo este esporte bretão.http://www.divirta-se.uai.com.br/html/sessao_7/2010/02/18/ficha_agitos/id_sessao=7&id_noticia=21012/ficha_agitos.shtml
Neste Link você terá acesso à matéria na íntegra.

MARCO AURÉLIO DISPENSADO DO AMÉRICA

Depois de amargar mais uma derrota pelo Campeonato Mineiro para o time do Itair Machado, a diretoria do América parece ter ouvido os anseios da torcida, que não aguentava mais o esquema tático implantado pelo técnico Marco Aurélio, -que por sinal não vinha dando certo- e na manhã desta quinta-feira optou por demití-lo.
Pena que em nosso futebol atual não há muitos nomes que servem como opções para o Coelho, até mesmo pela situação financeira atual do Clube. Mas, um nome que está surgindo como possível contratação deixa a torcida com uma "pulga atrás da orelha", trata-se do setelagoano Mauro Fernandes http://blog.chicomaia.com.br/com uma boa passagem recente pelo Atlético Goianiense.