15.6.10

SIND-UTE CONTESTA ANÚNCIO DE ANASTASIA

Após divulgação de proposta de revisão no Plano de Cargos e Salários dos Profissionais da Educação, o Sind-Ute manifestou-se de forma indignada com a atitude do atual Governador, e também candidato Antonio Augusto Anastasia. que descumpriu um acordo pré-estabelecido entre Governo e Sindicato ao fazer o anúncio antes mesmo do final do prazo estipulado por ocasião das negociações durante o período de greve dos professores.
Diante dissso, foi divulgado em seu site http://www.sindutemg.org.br/novosite/index.php uma nota de esclarecimento direcionado aos profissionais da educação, bem como toda a sociedade que mais uma vez é vítima das "espertezas" deste governo do PSDB.

A nota de esclarecimento:

NOTA DE ESCLARECIMENTO
Posição da direção do Sind-UTE/MG a respeito da Nova Política Remuneratória anunciada hoje pelo governador

Diante do anúncio feito hoje pelo governador Anastasia, o Sind-UTE/MG vem a público informar:

O Termo de Acordo assinado entre Sind-UTE/MG e Governo Estadual previa que uma comissão de trabalho apresentasse propostas de modificação dos vencimentos básicos e remuneração de todos os servidores estaduais da educação. Entretanto, sem que a comissão terminasse os trabalhos cujo prazo final era 15/06, o Governador Antônio Anastasia anunciou uma suposta “nova política remuneratória”. No entanto, o Governador informou valores absolutos, divulgando a ideia de que a nova remuneração é vantajosa. O Governo Estadual esconde que haverá também:

- aumento da jornada de trabalho do professor, uma vez que a jornada de 30 horas será compulsória;
- modificação das carreiras da educação retrocedendo na valorização dos níveis de formação e graus (promoção e progressão);
- acaba com todas as vantagens e gratificações que os servidores podem adquirir ao longo da vida funcional;
- não valoriza os setores administrativos que trabalham nas Superintendências Regionais de Ensino;
- muda toda a dinâmica de remuneração do estado passando a ser em forma de subsídio, sem qualquer gratificação ou vantagem de acordo com a carreira e vida funcional.

Além disso, a política remuneratória seria para março de 2011. Infelizmente, a estratégia do Governador é de iludir a categoria divulgando valores que não correspondem ao vencimento básico.

O Sind-UTE/MG reforça a convocação já feita para a assembleia estadual no dia 17 de junho, em que avaliará com a categoria, as medidas que serão tomadas.

Direção do Sind-UTE/MG