13.6.10

MANÍACO ATACA NA REGIÃO DO JK

Há dias, a população do entorno do bairro JK está preocupada com a ação de um maníaco que tem tentado atacar mulheres nesta parte da cidade. Recentemente, policiais estiveram nas escolas avisando da possível presença deste individuo que tentara sem êxito violentar uma vítima nas proximidades da Escola Municipal Ruy Lage.
No dia 12 último, o Jornal O Norte de Minas publicou reportagem sobre o assunto onde trazem denúncias de pessoas por ele atacadas, reportagem essa que este blog a reproduz abaixo na sua íntegra:

"MANÍACO DO DELFINO ATACA NO JK
Rubens Santana/ Repórter
Depois de atacar três mulheres próximo ao Mocão, duas delas registradas pela PM no Delfino Magalhães, e uma terceira, uma adolescente de 16 anos, próximo à escola estadual Jason Caetano, no Bairro Santo Antônio, o maníaco do Delfino mudou de lugar e já atacou ao menos três mulheres no Bairro JK, região Norte de Montes Claros.
Uma testemunha entrou em contato com a reportagem na manhã de ontem, sexta-feira, e informou que estava num ponto de ônibus do Bairro JK quando presenciou uma mulher chegar ao local correndo e pedindo por socorro. Segundo a testemunha, a mulher chorava e falou que um homem com uma cicatriz no rosto e uma tatuagem no braço direito correu atrás dela nas proximidades do matagal entre as faculdades Funorte e Santo Agostinho na Avenida Osmane Barbosa. Ainda de acordo com a testemunha, a mulher havia comentado que o maníaco gritava que, além dela, outras mulheres seriam atacadas por ele naquela região.
A reportagem compareceu aos pontos de ônibus existentes no local e conversou com vários usuários, sobretudo com mulheres. Todas elas estavam aterrorizadas com o acontecido e informaram que o maníaco já tentou pegar ao menos três mulheres, mas elas correram e evitaram a ação do bandido, que continua solto nas imediações do JK.
TERCEIRA VÍTIMA NA REGIÃO DO DELFINO FOI UMA ADOLESCENTE
· Uma testemunha entrou em contato com a reportagem e informou que o maníaco atacou uma adolescente de 16 anos, Antônia (nome fictício), nas proximidades da escola estadual Jason Caetano. Usando da força física, o maníaco abusou sexualmente da adolescente. A PM não divulgou o fato. De acordo com a fonte, a família não se pronunciou porque a adolescente ficou com receio de ser vítima de piadinhas entres os colegas.
SEGUNDA VÍTIMA CONSEGUIU ESCAPAR, MAS FERIDA
· No dia 20 do mês passado, o maníaco fez mais uma vítima na região onde pode ser construído o estádio Mocão. Na oportunidade, o maníaco tentou abusar sexualmente de uma mulher. Segundo a PM, por volta das 17h40 do dia 20 de maio, a auxiliar de serviços gerais Ivanete Pereira Santos, 37 anos, residente no Bairro Novo Delfino, afirmou aos policiais que uma pessoa armada com uma faca teria tentado abusar sexualmente dela.
Ivanete passava pela Rua LN, próximo ao Mocão, local totalmente abandonado, quando foi abordada pelo maníaco. Ao perceber a aproximação de moradores, ele fugiu por um matagal, mas antes feriu a vítima no pescoço e no braço.
Segundo Ivanete, o maníaco tem estatura mediana, cor parda, olhos grandes, nariz achatado, tem uma tatuagem no braço direito com as iniciais HRG e uma cicatriz do lado direito do rosto, as mesmas características repassadas pela vítima no Bairro JK.
PRIMEIRA VÍTIMA FOI ABUSADA NA FRENTE DA FILHA DE QUATRO ANOS
· No dia 18 de maio, por volta das 08h30, uma mulher de 24 anos que não teve o nome divulgado foi estuprada na frente da filha de quatro anos também nas imediações do local onde será construído o estádio de futebol.
Segundo a PM, a doméstica passava pelo local a pé com a filha para levá-la ao posto de saúde. Na avenida Antônio Manoel Dias, foi surpreendida por um homem moreno que usava bermuda jeans, chinelo e camisa preta. Ele segurou a filha pelo braço e correu para um matagal, obrigando a mãe a acompanhá-lo e, no local, colocou uma faca no pescoço da criança e ameaçou matá-la. Logo após, abusou sexualmente da mãe. A vítima foi socorrida e levada para o hospital universitário. Ela disse que o maníaco tem uma tatuagem no braço, é magro e possui cabelos lisos.
Qualquer informação que possa levar ao autor pode ser repassada através do 190 ou pelo site http://www.pmonline.com.br/, com a garantia da preservação do anonimato."