31.10.10

trajetória de Dilma Rousseff até a Presidência da República

Aí está: é a nossa nova Presidente.

30.10.10

PM apura esquema para matar 17 em Montes Claros



Facções de Malboro e de Ninha disputam guerra pelo domínio do tráfico de cocaína e crack em Montes Claros

O Ministério Público de Montes Claros descobriu um esquema para matar 17 traficantes vinculados à facção do líder Malboro, na guerra pelo domínio do tráfico de cocaína e crack na cidade, numa disputa com a facção de Ninha. Os dois líderes estão recolhidos no Presídio Federal de Catanduva, em São Paulo, mas, mesmo assim, ainda mantêm o controle no tráfico.
O promotor Henri Wagner Vasconcelos de Castro, da Vara de Execuções Penais, colheu as informações com um traficante que está preso no presídio de Montes Claros, durante depoimento prestado à Justiça. A Polícia foi acionada para monitorar e desarticular a chacina que seria realizada. Montes Claros registrou 70 homicídios neste ano, superando os 63 de 2009. O mais grave é que 90% dos assassinatos estão vinculados ao tráfico de drogas, que passou a adotar uma postura mais cruel, colocando fogo nos corpos para evitar a identificação.
A prisão do adolescente M, de 17 anos, na última terça-feira, suspeito de 10 assassinatos, com cinco já confirmados, permitiu que a Polícia desvendasse o esquema de assassinato no tráfico. O menor, junto com o líder Shell, que também foi preso, são os responsáveis pelas mortes. O promotor Henri Wagner salienta que a facção criminosa tem 15 matadores identificados, entre eles Muquiba, Fiote, Marcelinho do Esplanada, Quiçá, Bruno Pivete e Givago Thompson.
A descoberta ocorreu depois que Marcão e Shell assassinaram Joanes Antunes, da favela Feijão Semeado. Primeiro, eles tentaram mata-lo no bairro Jaraguá II, mas Joanas sobreviveu e identificou os envolvidos. Depois, consumaram o assassinato de Joanes, ferindo Degas, que também identificou os autores, permitindo as prisões.
O menor M ficará internado por 45 dias e poderá ser recolhido por mais três anos, quando completará 21 anos. O Ministério Público entende que, assim, poderá desvendar vários homicídios na cidade. Dois casos específicos ocorreram com Keila e Leila, assassinadas no bairro Morrinhos e Vera Cruz, por causa do tráfico de drogas. O Charles, esposo de Keila, que sobreviveu, identificou os autores. Para o Ministério Público, Marboro, que é da classe média, assumiu a liderança do tráfico por vontade própria, enquanto Ninha é fruto do quadro de miséria na cidade, onde pessoas carentes apostam nesta opção como forma de enriquecimento, sem medir as conseqüências. Ele lembra que Montes Claros, por ser polo do Norte de Minas, além de cidade universitária e entrocamento rodoviário do Brasil, facilita a ação dos traficantes.
fonte: Hoje Em Dia



.


Tenente Wendel Nassau Nether se complica mais a cada dia que passa, podendo ter sua prisão transferida para Belo Horizonte

O tenente Wendel Nassau Nether continua preso no 55º batalhão do exército.
Ten. Wendel Nassau Nether
Depois de ser preso pela polícia federal no dia 23 de setembro deste ano por posse ilegal de armas de uso restrito das forças armadas e suspeita de pedofilia no distrito de Adão Colares, comunidade rural da cidade de Botumirim, além de abuso sexual das duas sobrinhas, que compareceram à regional da PF em Montes Claros para denunciá-lo, Wendel Nassau Nether agora é suspeito de ter abusado sexualmente de duas crianças de nove anos no dia 17 de setembro, época em que já estava sendo investigado.
Segundo Fernando Bonhsack, chefe da polícia federal em Montes Claros, a mãe de uma das crianças procurou a PF e disse que, no dia 17 de setembro, por volta das 09h, na escola estadual Clóvis Salgado, as duas meninas foram abordadas por um senhor de cabelos grisalhos. Durante todo o dia, elas não voltaram para casa. Preocupados, familiares procuraram as crianças em várias partes da cidade, mas nãos encontraram. Por volta das 12h, uma das meninas ligou para o celular do pai e falou para ele não ficar preocupado e que ela estava bem, na companhia de uma colega. A menina desligou o telefone, o que aumentou ainda mais a preocupação dos familiares.
O número registrado no identificador de chamadas era de um orelhão do Montes Claros Shopping. Rapidamente, os familiares compareceram ao shopping, porém, não localizaram as crianças. No final da tarde, as meninas apareceram com as roupas e pés sujos de terra, mas não contaram onde estavam. Afirmaram que tinham saído com um senhor de cabelos grisalhos. O pai da criança foi à delegacia de polícia e registrou um BO.
Com a prisão de Wendel Nassau, no dia 23 daquele mês, e com a repercussão em todos os jornais de Montes Claros, no momento que a notícia ia ao ar no programa MGTV daquele dia, a menina entrou em desespero e começou a gritar: - É ele. É ele. Mãe, pai. Ele vai matar vocês.
Com o desespero da criança, que não parava de chorar e gritar, a mãe da menina procurou a PF e contou o que havia acontecido.
Agentes compareceram ao shopping para pegar a gravação do circuito interno, porém, as imagens já haviam sido apagadas, pois permanecem no arquivo somente cinco dias. A criança reclamava de dores no peito, mas ainda não foi feito exame nas partes íntimas para constatar se houve penetração.

Drª. Maria do Carmo Soares, psicóloga do
Centro de Prevenção de Violência Contra  Crianças
 Com bloqueio psicológico da criança, Maria do Carmo Soares, psicóloga do centro de prevenção e notificação de violência contra crianças e adolescentes, conversou com a menina, porém, ela ainda não relatou o que aconteceu.
- Ela ainda não contou os detalhes, mas demonstrou um importante nível de medo e nervosismo ao serem apresentadas a ela fotos de Wendel Nassau - conta a psicóloga.
Ainda segundo Maria do Carmo, a criança apresentou medo em relação à eventual perda da mãe.
De acordo com o delegado da PF, o método de agir do tenente reformado é o mesmo que ele adotou com todas as vítimas.
O tenente reformado continua preso numa cela do 55º Batalhão de infantaria do exército, onde recebe visitas diárias de familiares.
A prisão preventiva do militar já foi decretada pela justiça e o chefe da PF afirmou que vai entrar em contato com a superintendência da PF em Belo Horizonte com o objetivo de conseguir junto ao comando do exército a transferência de Wendel Nassau para a capital mineira. O objetivo da transferência é evitar que familiares visitem o suspeito com frequencia para não haver coação no curso do processo.
ENTENDA O CASO
Segundo Fernando Bonhsack, chefe da polícia federal em Montes Claros, há cerca de três meses, a PF recebeu uma denúncia dando conta de que o tenente reformado tinha armas na casa onde mora em Montes Claros e numa fazenda na cidade de Botumirim. Constava ainda na denúncia ele abusava sexualmente de crianças na zona rural de Botumirim e guardava imagens de crianças mantendo relações sexuais com adultos.
Ainda segundo o delegado, além das armas apreendidas, um pendrive foi localizado com as imagens das crianças. O tenente reformado atribuía a culpa a um filho dele e afirmava que não sabia da mídia eletrônica. Mas, o filho compareceu à PF em Montes Claros e negou o crime.
Fernando acrescenta que, além das duas sobrinhas de Montes Claros, uma terceira também denunciou a prática e ainda uma quarta vítima pretende vir à cidade para denunciar os abusos sofridos na infância e adolescência.
As denunciantes, com o intuito de incentivar que outras pessoas, membros da família ou não, compareçam à PF para denunciar as brutalidades sofridas por elas e provavelmente pelos filhos, que também estão sofrendo nos dias atuais, resolveram falar com a imprensa. (Reportagem: Rubens Santana)
fonte: A província

29.10.10

PAIS SE REVOLTAM CONTRA PROFESSORA MUITO SEXY

A italiana Ileana Tacconelli, de 28 anos, que leciona em uma escola católica de Milão (Itália), foi considerada "muito sexy" por um grupo de pais para ser professora. A revolta ocorreu depois que fotos e vídeos picantes dela foram publicados na internet, segundo a imprensa italiana.
A polêmica começou depois que uma mãe reclamou com o diretor da escola, Aldo Geranzani, que ela era "muito atraente", sendo uma distração para os estudantes.
Outros pais também se queixaram depois que um vídeo da ex-Miss Abruzzo, um concurso de beleza na região central da Itália, apareceu na web. Nele, Ileana aparece em trajes sexy. Em uma das imagens, ela aparece com o uniforme da polícia americana.


Um dia alguém escreveu que o professor está sempre errado, porém, dentre tantas observações, esse anônimo com certeza por essa não esperava.
Veja o texto e ao final acrescente: "Se for feio(a), não motiva os aluno;
Se for bonito(a), tira a atenção dos alunos".
O PROFESSOR SEMPRE ESTÁ ERRADO
Quando...
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um coitado.
Tem automóvel, chora de "barriga cheia".
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta às aulas, é um "Caxias".
Precisa faltar, é "turista"
Conversa com outros professores, está "malhando" os alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó dos alunos.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama à atenção, é um grosso.
Não chama à atenção, não sabe se impor.
A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as chances dos alunos.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala corretamente, ninguém entende.
Fala a "língua" do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.
O aluno é reprovado, é perseguição.
O aluno é aprovado, "deu mole".
É, o professor está sempre errado mas,
se você conseguiu ler até aqui, agradeça a ele!

O que será que virá depois para atualizar o Texto?





23.10.10

22.10.10

Inclusão da educação financeira no ensino recebe parecer favorável

Deputado Árlen Santiago
Está pronto para ser analisado pelo Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais o Projeto de Lei (PL) 3.986/09, do deputado Arlen Santiago (PTB), que inclui o tema educação financeira no currículo do ensino médio das escolas estaduais. A proposição foi apreciada nesta quarta-feira (20/10/10) pela Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Informática que aprovou parecer favorável.
O presidente da Comissão, deputado Ruy Muniz (DEM), foi o relator do projeto e apresentou parecer pela sua aprovação na forma do substitutivo n° 1, da Comissão de Constituição e Justiça. Ele lembrou que a educação financeira é um instrumento importante que pode auxiliar as pessoas a melhorar sua qualidade de vida.
Originalmente o projeto estabelece que as escolas deverão incluir, em caráter complementar, conteúdo programático de informação e orientação sobre educação financeira. Com o substitutivo, a proposição passa a alterar a Lei 15.476, de 2005, que trata da inclusão de conteúdos referentes à cidadania nos currículos das escolas estaduais. Assim, acrescenta inciso ao artigo 2° da lei, inserindo a educação financeira como um dos conteúdos relativos a cidadania que devem ser desenvolvidos de forma interdisciplinar pelas escolas de ensino fundamental e médio.





21.10.10

CNBB escolhe o meio ambiente como tema da Campanha da Fraternidade 2011

Luciana Lima
Repórter da Agência Brasil

Brasília - A Campanha da Fraternidade, organizada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que terá início em março do próximo ano, vai tratar da questão ambiental.
O tema escolhido é Fraternidade e a Vida no Planeta, apresentado hoje (21), tem o objetivo de colocar em discussão nas dioceses, temas como mudanças climáticas, efeito estufa, a questão energética, desenvolvimento, preservação da Amazônia, agronegócio, biodiversidade e a água.
De acordo com o presidente da CNBB, dom Geraldo Lyrio Rocha, a escolha do tema não guarda relação com o destaque que a questão ambiental tomou durante o período de campanha eleitoral no Brasil.
“Este tema foi escolhido há dois anos. O que eu acredito é que é um tema atual. É uma agenda que está na ordem do dia não só no Brasil, mas no mundo inteiro”, disse.
Edição: Aécio Amado





17.10.10

Grave acidente com ônibus tem um atleta paraolímpico entre os mortos

tragédia sobre o rio Araçuaí com ônibus da APAAE de Ipatinga

 Acidente deixou 11 pessoas mortas e outras 21 feridas. Estudantes voltavam de campeonato esportivo em Montes Claros
Cecilia Kruel - Estado de Minas

Um atleta paraolímpico é uma das vítimas do acidente que deixou 11 pessoas mortas e outras 21 feridas na noites desse sábado, em Carbonita, na Região do Jequitinhonha. O ônibus voltava de Montes Claros, no Norte do estado, onde estudantes e professores participavam Jogos do Interior de Minas (Jimi), quando caiu dentro do Rio Araçuaí, na rodovia MG-451.


Sandro Alex Cruz Santos, de 33 anos, competia na categoria de atletismo para deficientes mentais. O atleta treinava na Associação Esportiva e Recreativa Usipa, em Ipatinga, no Vale do Aço e já participou de competições para olímpicas no México, Espanha, Austrália e África.

Segundo informações da Polícia Militar, um problema no freio do veículo teria causado o acidente. Cerca de 21 pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas para hospitais da região. De acordo com informações do Hospital de Itamaradiba, oito pessoas com ferimentos leves já tiveram alta.

Confira a lista das vítimas fatais:


Lucas Augusto Moreira Silva, 14 anos, aluno
Júlio César Serapião, 18 anos, aluno
Marcelo Henrique Avelar, 23 anos, aluno
Marlon Honório S. Willian, 18 anos, aluno
Vinícius Nonato Nunes, 18 anos, aluno
Sandro Alex, 33 anos, atleta portador de deficiência, Usipa
Maria Isabel Perboyre, 46 anos, atleta da Usipa
Fabrício de Almeida, 29 anos, enfermeiro da Apae
Luzia de Paiva Nogueira, 51 anos, funcionária da Adevipa
Maria de Fátima da Silva, 51 anos, funcionária da Usipa
(Os dados são do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais)

Acidente mata ao menos 11 perto de Carbonita, Norte de Minas


Larissa Nunes/Jornal O Tempo

Um ônibus da Associação Pais e Amigos Excepcionais (Apae) de Ipatinga, que voltava de Montes Claros, caiu no rio Araçuaí depois de bater em um ônibus da Bahia.


Um gravíssimo acidente matou ao menos 11 pessoas na virada de sábado para domingo (16) em uma rodovia perto de Carbonita, no Norte de Minas.

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, um ônibus da Associação Pais e Amigos Excepcionais (Apae) de Ipatinga, que voltava de Montes Claros, caiu no rio Araçuaí depois de bater em um ônibus da Bahia. Não houve vítimas do outro veículo envolvido.

"Eles voltavam da disputa de jogos no interior de Minas. O ônibus caiu da ponte, capotou e ficou parcialmente submerso na água", afirmou o soldado Ornelas, do Corpo de Bombeiros. Ainda não é possível dizer se as mortes foram provocadas pelo impacto ou por afogamento.

Mais de 30 pessoas estão feridos, muitas em estado grave, no hospital de Carbonita. Segundo a PM, várias vítimas eram crianças com transtorno mental e estavam sem documentos.

Aguardem mais informações

16.10.10

Magistério tem dificuldade de atrair jovens talentos para a carreira

                            
Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil
Brasília - Quase 2 milhões de professores trabalham nas salas de aulas de escolas públicas e particulares de educação básica no país. Se a profissão já teve grande importância no passado, hoje é difícil atrair jovens talentos para a carreira. Os alunos que entram nos cursos de pedagogia são, em geral, aqueles com baixo desempenho no vestibular ou no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Uma análise dos inscritos para a edição do exame em 2007 mostra que entre os candidatos com pior nota, a probabilidade de um deles escolher o magistério é três vezes maior do que entre aqueles com melhores notas. Quem ingressa nos cursos de pedagogia, que formam os professores da educação infantil e do ensino fundamental, tem um perfil específico: baixo nível socioeconômico e pais com escolaridade baixa.

Dados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) mostram que 41,6% dos estudantes de pedagogia têm renda mensal até três salários mínimos e quase um terço (32,1%) concilia os estudos com o trabalho para contribuir com o sustento da casa. Os pais de quase metade dos alunos têm grau de escolaridade baixo: 46,5% estudaram só até a 4ª série do ensino fundamental e quase 70% cursaram o ensino médio integralmente em escola pública. Os dados referem-se ao Enade 2005, os mais recentes disponibilizados pelo Ministério da Educação (MEC).

O assessor especial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Célio da Cunha, alerta que o problema de desvalorização é antigo. “A universalização do ensino fundamental foi feita às custas dos baixos salários dos professores. Quando se expandiu o número de escolas e fez-se a inclusão de mais alunos, ironicamente foram os professores que financiaram isso porque a expansão não foi feita melhorando a carreira e os salários”, avalia.

O resultado desse processo pode ser medido pelo desinteresse dos estudantes do ensino médio. Pesquisa da Fundação Victor Civita, realizada no ano passado com 1,5 mil jovens, apontou que apenas 2% deles querem ser professor. O conselheiro nacional de Educação, Mozart Neves Ramos, acredita que quatro ações principais podem solucionar esse quadro: melhores salários, bons planos de carreira, formação inicial sólida e condições de trabalho adequadas.

Na avaliação dele, o Brasil deveria se inspirar no que fizeram os países que hoje têm os melhores índices educacionais como Cingapura, a Coréia do Sul e Finlândia. “A gente copia tanta coisa ruim e não olha as coisas boas que estão fazendo a diferença nesses lugares. Eles conseguiram atrair 20% dos alunos mais talentosos para o magistério simplesmente com um salário inicial atraente. Esse tem que ser o primeiro passo”, defende Ramos.

Para a secretária de Educação Básica do MEC, Maria do Pilar Lacerda, além desses aspectos, a valorização da carreira passa pela melhoria dos índices educacionais. “Recuperar a credibilidade da escola na formação dos jovens e das crianças é um fator que pode parecer subjetivo, mas faz diferença no momento da escolha da profissão”. Pilar, que é professora de história e começou a lecionar na década de 70, acredita que a sala de aula é um ambiente de trabalho que “tem a ver com a juventude. Não existe muita rotina quando se trabalha com crianças e jovens, há uma provocação constante e permanente pela busca do conhecimento”, ressalta.

Célio da Cunha acredita também que será necessária uma mudança de cultura e da visão que a própria sociedade tem do professor hoje. “A sociedade não acordou ainda para a importância da educação e o papel estratégico do professor para o desenvolvimento do país. Se um bom aluno diz que quer ser professor, as pessoas até riem dele”, afirma.

Edição: Graça Adjuto



15.10.10

Lei do piso nacional do magistério ainda é descumprida, dizem sindicatos



foto:blog do professoralex.com

Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil
Brasília - Há dois anos, no dia 16 de setembro de 2008, foi sancionada a lei que garantia um piso nacional para os professores de escolas públicas. Ela determinava que a partir de janeiro de 2010 nenhum profissional poderia ganhar menos do que R$ 950 por mês, valor corrigido atualmente para R$ 1.024. Mas uma disputa judicial complicou a implantação da lei, que ainda não é realidade em todo o país.

“A gente pode dizer que 99% dos estados não pagam o professor de acordo com a forma como a lei foi aprovada”, aponta o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Leão.

Um dos principais pontos da lei contestado por secretarias de Educação é a diferença entre o conceito de piso e remuneração. O texto coloca o valor de R$ 1.024 como vencimento inicial. Na avaliação da categoria, não poderia ser incluído no cálculo qualquer tipo de gratificação ou adicional. Mas os estados querem que a conta inclua todos os adicionais.

A lei está sendo questionada no Supremo Tribunal Federal (STF), que já declarou sua constitucionalidade durante julgamento de um pedido de liminar em dezembro de 2008. Falta analisar o mérito da questão, o que deve incluir a divergência entre piso e remuneração e outros questionamentos feitos pelos cinco governadores que entraram com a ação.

“É importante que o STF paute esse julgamento o mais rápido possível para que possamos sair do limbo jurídico. O piso ainda é uma lei que está sendo aplicada de maneiras muito particulares, de acordo com cada gestor. O grande presente para o professor hoje seria que essa questão fosse resolvida pelo Supremo e a lei colocada em prática em sua plenitude, tal qual foi aprovada”, defende Leão.

O relator da ação é o ministro Joaquim Barbosa, que já concluiu o relatório, mas ainda não há data para um
novo julgamento. O ministro da Educação, Fernando Haddad, sugeriu, em maio, uma mesa de negociações com as centrais sindicais, governadores e prefeitos para resolver o problema, mas até agora não houve avanços.
Edição: Graça Adjuto



14.10.10

"Cabo Vila" de Claro dos Poções é preso acusado de chefiar quadrilha de contabando de cigarros


Policial é apontado como líder de quadrilha que contrabandeava cigarros

Estado de Minas  Luiz Ribeiro
Publicação: 14/10/2010 16:28

Foram apreendidos cerca de 60 mil maços de cigarros

Um policial militar e outras 11 pessoas foram presas, na manhã desta quinta-feira (14), em Montes Claros (MG), pela Polícia Federal, acusadas de participar de um esquema de transporte e venda de cigarros contrabandeados do Paraguai ao Norte de Minas. Foram apreendidos cerca de 60 mil maços de cigarros, sendo feita também a apreensão de armas e de pelo menos três veículos usados pela quadrilha. A operação, denominada "Cortina de Fumaça", envolveu cerca de 100 policiais.

O acusado de ser chefe da organização criminosa é o cabo Antônio Evilásio Pereira Ruas, conhecido como "cabo Vila", lotado no pelotão da Polícia Militar em Claro dos Poções - de 8,2 mil habitantes, a 462 quilômetros de Belo Horizonte, Norte de Minas. Ele foi preso em um sítio de sua propriedade, no município de Montes Claros, onde houve a apreensão de um revólver e de animais silvestres - duas araras, um papagaio e um pássaro preto - criados em cativeiro sem autorização legal . De acordo com a PF, o cabo não reagiu à prisão, que foi acompanhada por representantes da Polícia Militar.

O cabo Antônio Evilásio foi levado para uma cela na sede do 10º Batalhão da Polícia Militar de Montes Claros. "Ficamos muito tristes com esse fato, pois a Polícia Militar é uma corporação que usa sua força para combater os crimes e, de repente, descobrimos que um dos seus integrantes que estava cometendo crimes", lamentou o delegado Fernando Bonhsack, chefe da Delegacia da Polícia Federal em Montes Claros.

Segundo Bonhsack, o policial militar contava com o auxílio de parentes e comandava um esquema de transporte e venda de cigarros contrabandeados altamente sofisticado. O delegado lembra que a organização contava até com "olheiros" para "avisar" os envolvidos durante o trabalho de fiscalização da Polícia ou da Receita Federal. "Além disso, o grupo criminoso contava um sistema de divisões de tarefas entre seus membros, sendo determinado quem é responsável pela guarda das mercadorias contrabandeadas, pelo transporte, pela venda e até pelo controle do faturamento", revelou Bonhsack.

Ainda segundo ele, a organização criminosa também recorre a empresas de fachada. As investigações foram iniciadas há três meses. Foram recolhidos documentos que demonstram a movimentação pela quadrilha de cerca de R$1 milhão somente no período da investigação. Ainda no mesmo período, houve a apreensão de um caminhão e uma carreta carregados de cigarros contrabandeados em Uberaba, no Triângulo Mineiro, que pertenciam ao esquema chefiado pelo "cabo Vila".

Nesta quinta-feira, foram expedidos 13 mandados de prisão e apenas um deles não foi cumprido porque um dos acusados de envolvimento com a quadrilha estava viajando e continua sendo procurado. As mercadorias apreendidas serão encaminhadas para a Receita Federal, que vai providenciar a incineração.
fonte: Correio Brasiliense

12.10.10

Educação é ensinar a pensar

Cláudio de Moura Castro, economista e especialista em educação, é crítico do sistema de educação brasileiro

9.10.10

Que sufoco: América vence o Brasiliense de virada

foto: jornal O tempo
 América 2 x 1 Brasiliense  - De virada na Arena do Jacaré em Sete Lagoas. O Mecão já é o vice-líder da Série B do Brasileirão com 49 pontos ganhos.
Está ficando próxima a série A.

Acompanhe os resultados de vários campeonatos ao vivo  no placar
em tempo real neste blog.

8.10.10

Terremoto de 4,6 pontos atinge Centro-Oeste do Brasil, diz UnB

Goianos passam o mesmo susto de montes-clarenses dias atrás


Um terremoto de 4,6 pontos na escala Richter foi registrado no Centro-Oeste brasileiro, segundo o Observatório de Sismologia da UnB (Universidade de Brasília). Pelas informações iniciais, um tremor foi registrado às 17h17 e um segundo tremor às 17h30. O epicentro foi na cidade de Mara Rosa (483 km de Brasília), na divisa de Goiás e Tocantins, mas o tremor também foi sentido em Brasília.
O instituto norte-americano USGS, que presta serviço ao Departamento do Interior dos Estados Unidos, chegou a informar que o terremoto tinha escala de 5 pontos, mas minutos depois deletou o registro de seu sistema.

                                Veja o local do epicentro do tremor
 
Mara Rosa: local do epicentro       

O epicentro foi na cidade de Mara Rosa, na divisa dos Estados de Goiás e Tocantins.
Não há relato de prejuízos. O tremor foi sentido por moradores do Plano Piloto, área central de Brasília. Prédios públicos foram evacuados na capital - como o do Ministério das Cidades e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal(DF)-, mas a Defesa Civil e a Polícia Militar do DF não registraram ocorrências, apesar de terem recebidos diversos telefonemas.       
O terremoto não foi sentido no Palácio do Planalto e, por isso, não foi tomada nenhuma medida de emergência. Segundo a assessoria de imprensa do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o prédio chegou a ser evacuado e ficou vazio por cerca de 50 minutos, mas agora as pessoas já começam a retornar. Já o STF (Supremo Tribunal Federal) disse que nada foi sentido no prédio.
Na sede da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), uma funcionária afirma ter sentido o tremor. “Sim, eu senti um leve tremor que deve ter durado um segundo, nada mais. Agora que você está me perguntando até fiquei assustada. Não sabia que aquilo que senti tinha sido um tremor de terra”, disse a funcionária, que trabalha na assessoria de imprensa. O prédio, porém, não chegou a ser evacuado.
Entenda
O maior terremoto documentado no país ocorreu em 1955, em Porto dos Gaúchos, na Serra do Tombador (MT), e teve magnitude 6,6 na escala Richter. Os terremotos mais destrutivos deste ano aconteceram no Haiti (magnitude 7, em 12 de janeiro) e no Chile (magnitude 8,8, em 27 fevereiro). Mais de 226 mil pessoas morreram em 2010 vítimas de terremotos.
Um terremoto é um tremor de terra que pode durar segundos ou minutos. Ele é provocado por movimentos na crosta terrestre, composta por enormes placas de rocha (as chamadas placas tectônicas). O tremor de terra ocasionado por esses movimentos é também chamado de abalo sísmico.
Essas placas se movimentam lenta e continuamente sobre uma camada de rocha parcialmente derretida, ocasionando um contínuo processo de pressão e deformação nas grandes massas de rocha. Quando duas placas se chocam ou se raspam, elas geram um acúmulo de pressão que provoca um movimento brusco.
O Brasil fica em cima de uma grande e única placa tectônica, ao contrário de outros países como os Estados Unidos e Japão. Nesses locais, existe o encontro de duas ou mais placas. As falhas entre elas são, normalmente, os locais onde acontecem os terremotos maiores.

fonte: Uol -

Banheiros em Bancos: Câmara Municipal de Montes Claros aprova Lei que exige instalação de banheiros para clientes

MONTES CLAROS – Os vereadores montes-clarenses aprovaram nesta quinta-feira (7) o projeto que obriga as agências bancárias da cidade a instalarem banheiros e bebedouros de água para utilização dos clientes, conforme projeto apresentado pelo segundo secretário da Câmara Municipal, Valcir Soares da Silva (PTB). Até os postos de atendimento bancário terão de viabilizar os equipamentos. O autor do projeto lembra que, atualmente, nenhuma agência tem banheiro que possa ser usado pelos clientes, apenas pelos funcionários. É mais uma lei polêmica envolvendo os bancos, que, desde 1989, são questionados pela lei que limita o atendimento nas agências a 15 minutos. A lei aprovada em MOC determina ainda que cada agência tenha pelo menos dois banheiros, um masculino e outro feminino. Além disso, devem ser adaptados para atender aos portadores de deficiência e idosos. A lei estabelece também que os banheiros devem ser instalados no andar térreo, no caso de agências com mais de um pavimento. E fixa o prazo de 180 dias, a contar da publicação da lei aprovada, para os bancos se adequarem às exigências. A desobediência implica em multa diária de 10 salários mínimos e, persistindo a falha, a suspensão do alvará de funcionamento depois de 30 dias. Emenda do vereador Cláudio Rodrigues de Jesus (PPS) estabelece prazo máximo de 30 dias para a Prefeitura de Montes Claros fazer a regulamentação da lei, sob risco de infração administrativa
Fonte: Hoje em Dia

7.10.10

Aluno deverá conhecer personalidade que dá nome à sua escola


Alunos da E.E. Professora Helena Prates- M. Claros - MG.
Foto: Arquivo EEPHP
 Toda escola estadual de Minas terá que explicar a seus alunos quem foi a personalidade que dá nome à instituição. Esse é o teor do Projeto de Lei (PL) 4.360/10, do deputado Leonardo Moreira (PSDB), que recebeu parecer pela aprovação em 1º turno da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Informática da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, durante reunião nesta quarta-feira (6/10/10). A relatora foi a deputada Gláucia Brandão (PPS). Essa orientação poderá se dar mediante a afixação de placa ou cartaz informativo ou ainda por meio de entrega de folheto e cartilha aos estudantes.

A comissão aprovou ainda dois requerimentos do deputado Carlin Moura (PCdoB). O primeiro pede que seja formulado um pedido para que as secretarias de Estado de Educação e de Planejamento e Gestão encaminhem um relatório informando sobre os processos de aposentadoria pendentes dos servidores da Educação do Estado. No documento, deverão ser especificados quantos são os pedidos de aposentadoria protocolados pelos servidores, separados por ano de solicitação, sua tramitação e previsão de publicação e de concessão do benefício.

O outro requerimento solicita à Secretaria de Estado de Educação a oferta de um esqueleto humano de plástico para ajudar nas aulas de ciências da Escola Estadual Paulo Pinheiro da Silva, localizada em Caeté.

Presenças - Deputados Ruy Muniz (DEM), presidente, e Carlin Moura (PCdoB) e deputada Gláucia Brandão (PPS).




5.10.10

Pesquisa discute impacto da repetência sobre os alunos de baixo desempenho escolar

O aluno que não tirou boas notas deve “tomar bomba”? Essa é uma pergunta central nas discussões sobre o atual panorama do ensino no Brasil, principalmente quando se trata das séries iniciais. Diversas redes públicas de ensino, como a de Minas Gerais, já há algum tempo adotam o sistema de progressão continuada, que avança o aluno independentemente de seu desempenho e trabalha, no ano seguinte, as dificuldades que ele apresentou juntamente ao conteúdo novo. Mas muitos educadores e pais defendem que a repetência é a maneira mais eficaz de fazer com que o aluno aprenda o conteúdo necessário. Essa polêmica motivou a realização da pesquisa Repetir ou progredir? Uma análise da eficiência da repetência nas escolas públicas de Minas Gerais, desenvolvida por pesquisadores de três universidades mineiras e divulgada este ano. O estudo é baseado nos resultados do Programa de Avaliação do Ciclo Inicial de Alfabetização (Proalfa) de 2008 e 2009. Foram analisadas as avaliações de mais de 40 mil alunos, repetentes e não repetentes, das redes estadual e municipal.
“Fomos incentivados pela possibilidade de usar uma base de dados recente, que poderia fornecer resultados empíricos para contribuir com o debate atual sobre a eficácia da repetência na vida escolar das crianças e com a premissa de que a retenção não garante maior aprendizado ao aluno”, afirma Vania Candida da Silva, doutoranda em Demografia pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da UFMG (Cedeplar) e uma das responsáveis pelo estudo.
Acompanhada por Juliana Ruas Riani (Faculdade de Itaúna) e Tufi Machado Soares (Universidade Federal de Juiz de Fora), a pesquisadora analisou os resultados do Proalfa e percebeu que, entre os alunos que apresentaram baixo desempenho em 2008, os não repetentes mostraram evolução maior do que os repetentes na prova aplicada em 2009. “Ao que tudo indica, a reprovação tem efeito mais negativo nas crianças do que positivo”, resume Vania.


Razões e soluções
Para os três pesquisadores, os resultados do trabalho são apenas preliminares e ainda há muito o que debater em relação à questão, apesar de que as discussões tendam a caminhar para o consenso de que a repetência não é a melhor alternativa. “Além do desgaste emocional e da repercussão na autoestima da criança, expô-la ao mesmo conteúdo novamente, sem trabalhar especificamente suas deficiências, não tem-se mostrado um método eficiente”, reforça Vania da Silva.
O estudo mostra que o desempenho do estudante está diretamente relacionado à qualidade da escola. Por isso, a pesquisadora do Cedeplar defende que se invista na qualificação dos professores e na adoção de novas metodologias. Ela aconselha que sejam usados os resultados de provas como o Proalfa e das próprias avaliações internas como ferramentas de suporte na definição de estratégias para melhoria do desempenho dos estudantes.
“O ideal é que as deficiências dos alunos sejam detectadas e trabalhadas por meio de estratégias pedagógicas diferenciadas, que garantam a continuidade do processo de aprendizagem, sem que a retenção seja necessária”, afirma Vania. “Diversos países têm adotado o fim da reprovação ou sua redução a níveis mínimos, e estudos empíricos mostram que isso não acarreta perda de qualidade da educação”, acrescenta


Avaliação de desempenho
O Programa de Avaliação do Ciclo Inicial de Alfabetização (Proalfa) foi criado em 2005 por uma parceria estabelecida entre o Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita da Faculdade de Educação (Ceale/FaE) e a Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais (SEE/MG). Seu objetivo é medir o desempenho de alunos das séries iniciais das redes públicas estaduais e municipais.
Com o apoio do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed), são aplicadas, anualmente, avaliações que verificam os conhecimentos em leitura e escrita adquiridos pelos estudantes após dois anos de escolaridade (3º ano do ensino fundamental). Os alunos que apresentam desempenho considerado “baixo” repetem a prova no ano seguinte, independentemente do ano que estejam cursando.
Segundo os realizadores da pesquisa, a base de dados do Proalfa foi escolhida por apresentar informações atuais, confiáveis, de fácil acesso, e que abrangem toda a rede de ensino pública de Minas Gerais, além de superar uma limitação da maioria dos estudos que tratam da questão da repetência: a ausência de dados longitudinais.
(Edição 1.713 do Boletim UFMG)





4.10.10

Novos Deputados Federais e Estaduais de Minas Gerais


DEPUTADOS FEDERAIS DE MINAS GERAIS

Confira abaixo os eleitos por coligação, seguido pelo partido, número de votos recebidos e percentuais de votos válidos.

PSDB/DEM/PP/PR/PPS
RODRIGO DE CASTRO PSDB 269.501 2,63 %
LAEL VARELLA DEM 243.871 2,38 %
ALEXANDRE SILVEIRA PPS 198.875 1,94 %
JAIMINHO MARTINS PR 179.584 1,75 %
TONINHO PINHEIRO PP 179.495 1,75 %
MARCUS PESTANA PSDB 161.831 1,58 %
DIMAS FABIANO PP 145.999 1,43 %
DOMINGOS SÁVIO PSDB 142.912 1,39 %
CARLAILE PEDROSA PSDB 127.988 1,25 %
MARCIO REINALDO PP 123.950 1,21 %
EDUARDO AZEREDO PSDB 123.454 1,21 %
EDUARDO BARBOSA PSDB 120.537 1,18 %
BERNARDO SANTANA PR118.080 1,15 %
BILAC PINTO PR 117.162 1,14 %
LINCOLN PORTELA PR 108.660 1,06%
AELTON FREITAS PR106.131 1,04 %
PAULO ABI ACKEL PSDB 105.390 1,03 %
LUIZ FERNANDO PP 105.330 1,03 %
RENZO BRAZ PP 102.195 1,00 %
NARCIO PSDB 101.066 0,99 %
CARLOS MELLES DEM 100.320 0,98 %
MARCOS MONTES DEM 94.063 0,92 %
DIEGO ANDRADE PR 89.586 0,87 %
GERALDO THADEU PPS 87.825 0,86 %
ARACELY DE PAULA PR 81.124 0,79 %



Todos Juntos por Minas
WELITON PRADO PT 234.229 2,29 %
GILMAR MACHADO PT 192.588 1,88 %
REGINALDO LOPES PT 174.107 1,70 %
ODAIR CUNHA PT 165.638 1,62 %
LEONARDO QUINTAO PMDB 141.488 1,38 %
NEWTON CARDOSO PMDB136.929 1,34 %
GABRIEL GUIMARÃES PT 135.759 1,33 %
ANTÔNIO ANDRADE PMDB 117.401 1,15 %
MIGUEL CORREA PT 113.278 1,11 %
PADRE JOAO PT - PRB 111.393 1,09 %
JÔ MORAES PC do B 105.848 1,03 %
JOAO MAGALHÃES PMDB 101.618 0,99 %
MAURO LOPES PMDB 92.969 0,91 %
GEORGE HILTON PRB 92.106 0,90 %
PAULO PIAU PMDB 90.883 0,89 %
SARAIVA FELIPE PMDB 88.743 0,87 %
LEONARDO MONTEIRO PT 85.661 0,84 %
Justiça Social e Trabalho
EROS BIONDINI PTB 207.728 2,03 %
JULIO DELGADO PSB 70.926 0,69 %
PDT
ZÉ SILVA PDT 109.105 1,06 %
ADEMIR CAMILO PDT 71.695 0,70 %

Partido Verde
FABINHO RAMALHO PV 95.311 0,93 %
ANTÔNIO ROBERTO PV 88.055 0,86 %

Unidos por Minas
WALTER TOSTA PMN - PSL 85.944 0,84 %
DR. GRILO PSL - PSL 39.969 0,39
Minas no Rumo Certo
LUIS TIBE PT do B 58.631 0,57 %

PSC
MARIO DE OLIVEIRA PSC 100.699 0,98 %

PHS/PTC
JOSE HUMBERTO PHS 51.822 0,51 %

OS 77 DEPUTADOS ESTADUAIS DE MINAS GERAIS - 2010

Confira abaixo os 77 deputados eleitos no pleito deste 3 de outubro. Os nomes estão separados por coligação, seguido do número de votos e do percentual de votos válidos obtidos.



PSDB/DEM/PP
DINIS PINHEIRO PSDB 159.407 1,54 %
MAURI TORRES PSDB 106.193 1,03 %
GIL PEREIRA PP 95.396 0,92 %
DALMO RIBEIRO PSDB 90.538 0,88 %
LUIZ HUMBERTO CARNEIRO PSDB 88.963 0,86 %
GUSTAVO CORREA DEM 85.297 0,82 %
JOAO LEITE PSDB 84.287 0,81 %
DOUTOR VIANA DEM 80.401 0,78 %
CARLOS MOSCONI PSDB 79.705 0,77 %
LAFAYETTE ANDRADA PSDB 78.301 0,76 %
LUIZ HENRIQUE PSDB 77.502 0,75 %
ZÉ MAIA PSDB 72.336 0,70 %
GUSTAVO VALADARES DEM 71.320 0,69 %
MOURÃO PSDB 68.285 0,66 %
CÉLIO MOREIRA PSDB 62.563 0,60 %
RÔMULO VIEGAS PSDB 57.649 0,56 %
LEONARDO MOREIRA PSDB 56.840 0,55 %
JAYRO LESSA DEM 54.529 0,53 %

MUDA MINAS
ELISMAR PRADO PT 92.026 0,89 %
PAULO GUEDES PT 90.904 0,88 %
DURVAL ÂNGELO PT 89.712 0,87 %
POMPILIO CANAVEZ PT 56.261 0,54 %
BISPO GILBERTO ABRAMO PRB 52.976 0,51 %
PAULO LAMAC PT 50.950 0,49 %
ROGERIO CORREIA PT 45.825 0,44 %
ANDRÉ QUINTÃO PT 44.811 0,43 %
ULYSSES GOMES PT 41.264 0,40 %
ADELMO LEÃO PT 40.561 0,39 %
ALMIR PARACA PT 40.500 0,39 %
MARIA TEREZA LARA PT 37.439 0,36 %
PASTOR CARLOS HENRIQUE PRB 35.979 0,35 %

Partido do Movimento Democrático Brasileiro
ZÉ HENRIQUE PMDB 93.548 0,90 %
BRUNO SIQUEIRA PMDB 68.437 0,66 %
PASTOR VANDERLEI MIRANDA PMDB 64.911 0,63 %
ANTONIO JULIO PMDB 59.725 0,58 %
TADEUZINHO PMDB 56.634 0,55 %
ADALCLEVER LOPES PMDB 53.611 0,52 %
IVAIR NOGUEIRA PMDB 50.111 0,48 %
SÁVIO SOUZA CRUZ PMDB 45.383 0,44 %

JUSTIÇA SOCIAL E TRABALHO
MARQUES PTB 153.163 1,48 %
ARLEN SANTIAGO PTB 103.336 1,00 %
BRÁULIO BRAZ PTB 102.524 0,99 %
DILZON MELO PTB 77.846 0,75 %
WANDER BORGES PSB 62.805 0,61 %
LIZA PRADO PSB 43.809 0,42 %
LERIN PSB 40.425 0,39 %

Partido Verde
TIAGO ULISSES PV 103.162 1,00 %
AGOSTINHO PATRUS FILHO PV 93.595 0,90 %
DR. HELY PV 85.972 0,83 %
DÉLIO MALHEIROS PV 68.245 0,66 %

ROSÂNGELA REIS PV 67.473 0,65 %

INÁCIO FRANCO PV 63.661 0,62 %



Partido Democrático Trabalhista



SARGENTO RODRIGUES PDT 94.231 0,91 %

GUSTAVO PERRELLA PDT 82.854 0,80 %

ALENCAR DA SILVEIRA JR PDT 68.700 0,66 %

TENENTE LUCIO PDT 49.248 0,48 %

CARLOS PIMENTA PDT 48.652 0,47 %.



UNIDOS POR MINAS
DR. WILSON BATISTA PSL 70.106 0,68 %
DUARTE BECHIR PMN 49.612 0,48 %
HÉLIO GOMES PSL - PSL 44.614 0,43 %
DUILIO DE CASTRO PMN 41.727 0,40 %
FÁBIO CHEREM PSL 37.885 0,37 %



Partido Popular Socialista
LUZIA FERREIRA PPS 50.606 0,49 %
NEIDER MOREIRA PPS 46.814 0,45 %
SEBASTIÃO COSTA PPS 42.831 0,41 %



PTC/PRTB
ANSELMO JOSÉ DOMINGOS PTC 38.088 0,37 %
CÁSSIO SOARES PRTB 36.064 0,35 %
FABIANO TOLENTINO PRTB 31.182 0,30 %



Partido Comunista do Brasil
CARLIN MOURA PC do B 50.199 0,49 %
CELINHO DO SINTTROCEL PC do B 44.967 0,43 %

Partido Social Cristão
ANTONIO GENARO PSC 81.124 0,78 %
ANTONIO CARLOS ARANTES PSC 74.541 0,72 %

PHS/PTN
NEILANDO PIMENTA PHS - PTN / PHS 54.809 0,53 %
FRED COSTA PHS - PTN / PHS 38.409 0,37 %

Projeto Vitoria 2010
JOAO VITOR XAVIER DA ITATIAIA PRP 56.946 0,55 %
BOSCO PT do B 31.455 0,30 %
Partido da República

DEIRÓ MARRA PR 36.524 0,35 %
FONTE: JORNAL O TEMPO

fonte O Tempo