22.10.10

Inclusão da educação financeira no ensino recebe parecer favorável

Deputado Árlen Santiago
Está pronto para ser analisado pelo Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais o Projeto de Lei (PL) 3.986/09, do deputado Arlen Santiago (PTB), que inclui o tema educação financeira no currículo do ensino médio das escolas estaduais. A proposição foi apreciada nesta quarta-feira (20/10/10) pela Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Informática que aprovou parecer favorável.
O presidente da Comissão, deputado Ruy Muniz (DEM), foi o relator do projeto e apresentou parecer pela sua aprovação na forma do substitutivo n° 1, da Comissão de Constituição e Justiça. Ele lembrou que a educação financeira é um instrumento importante que pode auxiliar as pessoas a melhorar sua qualidade de vida.
Originalmente o projeto estabelece que as escolas deverão incluir, em caráter complementar, conteúdo programático de informação e orientação sobre educação financeira. Com o substitutivo, a proposição passa a alterar a Lei 15.476, de 2005, que trata da inclusão de conteúdos referentes à cidadania nos currículos das escolas estaduais. Assim, acrescenta inciso ao artigo 2° da lei, inserindo a educação financeira como um dos conteúdos relativos a cidadania que devem ser desenvolvidos de forma interdisciplinar pelas escolas de ensino fundamental e médio.





Nenhum comentário: