3.8.11

Em assembleia agora à tarde, professores decidem pela manutenção da greve




Ficou decidido, depois de assembleia realizada nesta quarta-feira (3), no pátio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALGM), que a greve dos professores da rede estadual vai continuar até que seja possível entrar em um acordo com o Governo.

A greve já dura quase 60 dias e a principal reclamação da categoria diz respeito ao piso salarial. Eles pedem o cumprimento da lei que regulamenta o piso salarial. O impasse com a Secretaria da Educação se dá porque, para o Governo, o valor entendido como piso é de R$ 1.187 para uma jornada de 40 horas semanais.

Para uma jornada de 24 horas semanais, portanto, eles receberiam R$ 1.122, o que o Governo considera ser um valor acima do piso nacional. Para o sindicato, R$ 1.122 é o total da remuneração de profissional de ensino médio no estado, sendo que o vencimento básico é de R$ 369. O que os professores pedem é que o vencimento básico passe a ser de R$ 1.597.

Nenhum comentário: