30.8.11

Governo vai utilizar a TV como forma de não cumprir a Lei do Piso Salarial dos Professores





Só após 87 dias de greve a "múmia" dá sinal de vida  
Essa foi a recepção aos professores em greve em 2010
por ocasião da expozebu em Uberaba no ano de 2010 .


Numa demonstração de total falta de respeito com a família mineira, este Governo insiste em não cumprir uma Lei federal ao não pagar o piso salarial aos professores. 
Somente após 87 dias de greve com 50% das escolas sem aulas é que o governador saiu da sua "dormência" e convocou a imprensa para uma coletiva, na qual houve somente um depoimento seu, uma vez que os jornalistas presentes não tiveram oportunidades de dirigir-lhe nenhuma pergunta.
Em seu pronunciamento ele anunciou a utilização da Rede Minas de Televisão para dar suporte aos alunos do 3º ano do Ensino Médio, uma vez que sua tentativa de substituição de professores grevistas até então não surtiu o efeito esperado.
Mesmo sem um planejamento eficiente, ele divulga como será a programação. Embora, a gente pode notar que a este governo, uma coisa que falta é planejamento, haja visto a questão do PSN que ele alega não poder implantar por não ter feito o planejamento, sendo que desde o ano de 2008 houve a criação da Lei, em que pese  a sua contestação de inconstitucionalidade imposta por seis estados federados, por sinal derrotados no Supremo Tribunal Federal no último dia 06 de abril.
A programação na TV, marcada para ter início em 12 de setembro, será batizada de Plantão Enem. Com duração de 2 minutos, as pílulas de informação serão veiculadas de segunda a sexta-feira com orientações de estudo de 36 temas distintos em todas as disciplinas da grade do ensino médio. Aos sábados, a partir do dia 17, o Plantão Enem será transmitido ao vivo.

Outra iniciativa será a apresentação de programas semanais de uma hora de duração que terá a participação dos estudantes. Conforme a Secretaria de Estado da Educação (SEE), os alunos do ensino médio podem enviar suas dúvidas por telefone e pela internet. A programação será reproduzida também nos cerca de mil pontos do Canal Saúde, instalados em escolas e superintendências regionais de ensino e estará disponível no site da secretaria. 

Nenhum comentário: