5.2.12

Segurança Pública também sofre com descaso do desgoverno de Minas


Governo de Minas não autoriza reformas de prédio da Delegacia de Polícia de Mirabela
Foto: jornalmontesclaros.com                            
Vista Parcial do Prédio da Del. de Polícia

A exemplo do que ocorre com o setor de Educação, a Segurança Pública de Minas Gerais vem sofrendo com a irresponsabilidade política que tem caracterizando o "des-governo" Anastasia. 
Há poucos dias a delegacia da PM de Mirabela foi arrombada por bandidos que levaram armas e materiais de trabalho dos policias. 
Mas, como se isso não bastasse, há tempos aquele município reivindica a construção de um novo prédio para abrigar com decência o destacamento policial naquele local 
O prédio atual foi construído ainda no final dos anos 60, época em que abrigava apenas uma dupla de policiais e um delegado nomeado entre os membros da comunidade, e por isso mesmo não atende em nada as necessidades atuais. 
Mas como o atual governo de Minas vive de promoções à custa das várias mídias que o mantém no poder alimentando a obsessão do Aecim (Aécio Neves) de se candidatar à Presidência da República, nenhum tipo de recurso é concedido ao município para pelos menos fazer uma reforma.
Cidadãos locais como Carlos Alberto Mendes Pereira e  Gê Novais, empresário do ramo de construção civil,  Waldomiro da Farmácia, Miltinho da Glamour mais membros da diretoria ACIM - Associação Comercial e Industrial de Mirabela,  Igrejas, Rotary Club, Maçonaria, sentindo na pele a insegurança e também a falta de sensibilidade governamental, saíram às ruas nesse final de semana, visitando comerciantes locais com o intuito de conscientizá-los sobre a gravidade do fato, e ao mesmo tempo, solicitar donativos para que possam viabilizar uma reforma, ainda que paliativa no prédio, uma vez que Minas, o segundo estado mais rico da Federação, se diz não ter recursos para custear uma obra como essa. Lembrando que esse estado tem se destacado pelo grande volume de tributação e consequentemente de arrecadação, mas que por conveniência ou por incompetência, não é dado à sociedade o direito de se usufruir dessa riqueza.


Atenção!!!


 Hélio Costa 
 por rogeriocorreia_
Governo de Minas é contra a PEC 300 que institui o piso nacional salarial para os policiais. Diz que não tem dinheiro. Tira da autopromoção.





Clique aqui para imprimir

Nenhum comentário: